REFLEXSONS


Aumentando o resumo


Pode dizer que é conversa de quem não tem nada pra fazer. Eu nem ligo, tanta gente conversando tanta bobagem, que mais uma, nem vai nem vem. E pode ter certeza, cada um que conversa a besteira que for, acha que o assunto é da maior importância. O meu assunto, já vou dizendo, é da maior importância, pelo menos pra mim, pelo menos enquanto durarem essas mal traçadas. O que deve dar no máximo, uns três minutos.
Estava eu ouvindo uma conversa entre dois universitários, falando sobre algum assunto da última aula, quando um deles interrompeu a conversa, abruptamente, daquela maneira bem típica entre estudantes de universidade.
– Puta que pariu, caralho, lembrei agora porra, já fizesse o resumo expandido de Márcia? - Márcia, claro, era o nome da professora.
– Já porra, só falta a conclusão daquele cacete. Professora chata do carái. Já é pra entregar pra semana visse. Faz logo essa merda, pra se livrar logo.
Engraçado como estudantes falam das matérias ou disciplinas que estão cursando. Nunca dizem, o trabalho de sociologia, ou, a prova de estatística, mas, falam sempre o nome do professor no lugar da disciplina, tipo, o trabalho de Márcia, ou, a prova de Sérgio, ou então, me  fudi em Eduardo. Podendo ser Eduardo, um recatado professor de filosofia. Mas, estou eu desviando do foco, voltemos ao assunto. Ouvindo aquele diálogo entre eles, o que me chamou a atenção mesmo, não foi o palavreado chulo e espontâneo dos dois, isso é tão corriqueiro que passa quase despercebido. O que realmente me chamou atenção foi uma expressão que rolou na conversa, essa expressão foi: Resumo Expandido. Olhe, eu sei que isso é um termo acadêmico, até normatizado pela ABNT, que se refere a trabalhos escritos de forma resumida, contando com um determinado número de laudas, palavras, etc. Agora, me diga uma coisa, pra que danado inventam uma expressão contraditória dessas? Se um danado de trabalho escrito é pra ser resumido, pra que ao mesmo tempo ser expandido? Olhe só, pelo dicionário, a palavra “resumo” significa: ato ou efeito de resumir; sumário, síntese, sinopse. Por outro lado, “expandir” significa: dilatado, estendido; aumentado em extensão, tamanho, número, superfície, volume ou âmbito.
Aí, chegou alguém e inventa o tal “Resumo Expandido”. Deve ser algo como – Faça um resumo da obra que foi lida, mas, faça mais de uma folha, umas três, no máximo cinco. Assim, pelo menos não parece trabalho escolar.
- Mas professor, assim não é mais resumo, o senhor tá esticando o resumo.
- Nem tanto, só expandi um pouco.
Pronto, está criado o Resumo Expandido. Só pode ser coisa desse tipo, inventada por quem tem muito o que fazer, mas prefere tirar uma onda.

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário