REFLEXSONS


Adeus amigo fiel


Sabe aquele amigo que vai chegando aos poucos perto de você, quando você tá triste? Você nem sente que tem alguém ali por perto mas, quando olha pro lado percebe um olhar fixo lhe dizendo: sossegue, sei que você está triste mas, eu estou aqui bem quietinho e perto de você. Meu amigo fiel era assim. Pois é, hoje soube que esse querido amigo morreu. Morreu distante de mim, por causa de um câncer incurável. Morreu ao lado de quem o amou muito também e o acompanhou, com muito carinho, até seu último suspiro.
Morreu Spike, meu primeiro cachorro, que segurei nos braços quando ainda cabia nas minhas mãos. E virou um labrador preto, sem nenhuma manchinha, lindo e grande, latido forte e decidido, porte elegante e ganhador de prêmio. Às vezes assustava a quem não gostava de cachorros, pelo tamanho. Mas, quando via um brinquedo ou um sorriso de alguém, fazia cara de bobo, balançava o rabo e se entregava aos carinhos e brincadeiras. Se foi, como tudo que amamos. Ainda bem que me deixou ótimas lembranças e um aprendizado grande sobre fidelidade, companheirismo e amizade verdadeira. Apesar da tristeza, me sinto agradecido pela oportunidade que a vida me deu de sentir um amor puro e simples, e absolutamente suficiente.
Minha homenagem do fundo do meu coração pra ele, que o tempo todo deu seu amor e só queria em troca a nossa companhia.



 











# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário