REFLEXSONS


Ecologicamente pior


Me arretei! Não quero nem saber! Enchi o saco! Desisto!
Faz mais de vinte anos que comecei a ter atitudes mais ecológicas ou pelo menos mais voltadas para a proteção da natureza e promoção do melhor convívio com o meio ambiente. Coisas tipo: não jogar lixo na rua, utilizar menos plásticos, separar o lixo, gastar menos energia elétrica, usar o carro mais conscientemente, economizar e gastar menos água e por aí vai. Comecei a agir assim por ouvir as recomendações da ciência, as divulgações da mídia e pensar melhor na saúde do planeta pois, se dizia que tínhamos que pensar no futuro da Terra, em deixar o ambiente cada vez melhor para nossas crianças e principalmente dar exemplo com atitudes e ideias ecologicamente corretas
. 
O que vemos hoje? A cada relatório publicado pelos cientistas, sobre as condições climáticas e do meio ambiente em geral, só vemos piorar. É aquecimento global cada vez pior, extremos de temperatura, falta de alimentos, falta de água, florestas se acabando, rios, mares e ares cada vez mais poluídos e previsões cada vez mais sombrias para o nosso futuro. E todo o pior foi e vem sendo acelerado pelo comportamento do próprio homem, poluindo e fazendo mal uso dos recursos naturais do nosso tão sofrido planeta. Ou seja, enquanto eu e algumas poucas pessoas pensavam que estavam ajudando fazendo economia de água e tendo atitudes de proteção à natureza ou dando exemplos com atitudes ecológicas, pensando no bem comum, a maioria estava por aí torrando os recursos naturais, poluindo tudo, gastando e exaurindo as forças e energias do planeta sem dar a mínima pro resto dos humanos. Pouco se lixando para o modo de vida dos que se importam pela melhor convivência entre todos nós. Pra onde olho, ao meu redor, me deparo com sujeira nas ruas, esgotos a céu aberto, poluição do ar, poluição sonora, falta de verde nas cidades, incêndios florestais, escassez de alimentos, desperdício acintoso de água, etc.
As crianças por quem agi pensando ecologicamente melhor, são agora adolescentes e jovens poluidores e nojentos, que apenas pensam em satisfazerem seus péssimos hábitos de se empanturrarem de salgadinhos, cocas colas e hamburgers com fritas. Esperar atitudes ecológicas dessa turma? Só se for através de cliques nos apps de redes sociais ou programas de computador que permitam compartilhar fotos ou filmes. Acho que o verde que eles conhecem são os proporcionados pelos milhões de cores produzidas pelos pixels dos leds dos monitores e celulares, iphones, tablets, o escambau. Vá você falar alguma coisa sobre economizar água, poluir menos, comer menos gordura, defender a natureza, usar menos eletricidade, etc. Muito provavelmente será achincalhado e passado por ridículo. Uma vez fui falar sobre o desperdício de se lavar uma calçada com a mangueira e disseram apenas que eu fosse procurar o que fazer pois gastava a água que quisesse, que estava pagando. Calei-me e saí de perto.
Pois bem, agora não vou agir mais pensando em dar exemplos para jovens que acham que já sabem de tudo, nem pensar em criancinhas de pais imbecis que trabalham para criar pessoas consumistas e desperdiçadoras. E essas mesmas criancinhas, quando não mais tão criancinhas, lutarão num futuro não muito distante, em guerras por água. Então, a única saída é confiar nessa geração de gênios compartilhadores e interligados na rede toda a vida, o tempo todo. Tenho certeza que eles inventarão logo, logo, programas ou apps que transformem cliques em água, cocô em hamburgers e xixi em coca cola. Certamente não estarei mais por aqui para apreciar essas iguarias, mas eles próprios já estão começando a dar exemplos de atitudes cada vez mais tecnológicas de transformação do ambiente em porcarias.
Mas, a natureza estará presente sempre, nem que seja nos leds dos celulares e monitores, como proteção de tela de algum futuro nerd nostálgico. 

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário