REFLEXSONS


A falta que ela me faz


Desde que me mudei de cidade e estou em uma nova morada, percebi que tudo ficou diferente por causa da falta dela. Mesmo com as novidades da recente casa, as coisas mais simples do dia a dia perdem um pouco a graça, tudo pela falta que ela faz. Nunca pensei que sentiria tanto. Nada tem o mesmo valor ou apreciação sem a companhia dessa companheira, que esteve tão presente em tantos momentos importantes, tornando tudo mais interessante.
Ela torna o cotidiano mais suave e benfazejo. Sem ela, esperar a lua sair não é mais tão bonito; o cochilo após o almoço perde o valor; a sobremesa antes tão gostosa, nem é mais tão assim; o namoro fica menos romântico; o aconchego pra leitura se perde e a paciência demora a chegar. É muita saudade dessa danada.

Tem jeito não. Sem minha rede não fico, sem minha rede parece que não chega o sossego. Isso só pode ser coisa de nordestino mesmo. Olhe, nordestino sem uma rede pra embalar seus sonhos não é nordestino que se preze. Vou embora providenciar uma danada pra mim. E digo até mais, acredite - Tudo fica melhor numa rede. Pode testar. 

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário