REFLEXSONS


Assassino musical

Hoje presenciei um assassinato musical. No programa de Fátima Bernardes, na globo, desta fatídica manhã de 02/08/2013, enquanto se fazia uma justa e bela homenagem a Cauby Peixoto, aparece sem ter nem pra que, Luan Santana, cantando a versão de Djavan para a música de Charlie Chaplin, Smile. O cara (o tal Luan) acabou com a música, assassinou.  Aliás, ele cantando qualquer coisa, já acaba com a música. Particularmente esta que ouvi hoje, no tal programa, pareceu uns ruídos desafinados como se fosse uma porta rangendo. Nossa. Ainda bem que deu tempo de desligar a tv antes que ele acabasse.

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário