REFLEXSONS


Acordo Assustador


Na mídia, é muito difícil ver notícias falando que políticos ou seus familiares sofreram algum tipo de violência como, assaltos, sequestros, discriminações, preconceitos, etc. E quando acontece algo parecido vira logo destaque nos noticiários e comentários nas redes sociais. Fiquei pensando sobre isso, cá comigo, e como pensamento pode viajar a vontade...
Não sou especialista no assunto, mas dá pra perceber que o código penal brasileiro continua arcaico e não acompanhou o desenvolvimento social desse nosso imenso país. Resultado: a sociedade evolui em todas as direções, inclusive em suas contradições e discórdias entre as pessoas, desníveis financeiros, educação diferenciada entre as classes sociais, má distribuição de renda e por aí vai. Consequentemente, o aumento da criminalidade é cada vez mais visível e sentido pela população em geral, principalmente pelo cidadão comum, sem privilégios financeiros nem padrinhos fortes nas altas rodas, como os políticos, por exemplo. Por sua vez, ao se falar em políticos brasileiros, não tem como não se pensar em subornos, falcatruas, corrupção, protecionismos, enfim, crimes em geral, no mais amplo espectro possível. O raio de ação deles é imensurável. Dos políticos, quero dizer.
Tendo por base os políticos de um lado e as forças criminosas de outro, o pensamento me levou a algumas perguntas. Será que existe algum tipo de acordo entre estas duas forças tão poderosas? Será que políticos e criminosos se entendem, mesmo que veladamente? Penso cá com meus botões, os políticos, que poderiam melhorar e atualizar as leis do país, providenciando mais rigor e menos impunidade, com um código penal sempre embasado em justiça verdadeira, não fazem isso. Ou no máximo, quando fazem algo nesse sentido, é a conta gotas e com punições muito brandas, beneficiando sempre os criminosos, ludibriando a população em geral e as pessoas de bem com falácia e retórica. Em compensação, o crime organizado e as forças criminais em geral, deixam de lado os políticos e voltam-se sempre contra a tão sofrida população, aumentando sempre os níveis de ousadia na violência contra nós, os cidadãos comuns, já que as leis e punições serão sempre mais suaves para eles (os criminosos) e seus advogados, todos sempre protegidos pela mesma legislação capenga. Como se numa espécie de acordo não explícito, feito em surdina, entre as forças poderosas do lado ruim. Tipo, você me esquece na ação criminosa e eu te protejo enfraquecendo as leis. Como se os políticos se comunicassem com os criminosos subliminarmente, e se entendessem cada vez mais e melhor.
Seria assustador demais, acontecer algo parecido com isso? Seria humilhante demais para nós, população comum, vivenciarmos uma submissão desse tipo? Seria degradante demais sermos manipulados a esse nível?
Ou será que estou viajando demais no pensamento?

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário