REFLEXSONS


Obtuso grito obscuro

Antes de começar a ler, clique na  música "What You Want" de Evanescence no playlist ao lado


No azul do infinito do tempo e do espaço, dobram-se todos os pingos.
 Mesclados e vibrantes.
Agora não existe saber ou ser.
 Apenas tentativas de acertos.
 Tudo se completa, apenas um alguém se subtrai.
 Se oprime.
 Emudece.
.
.
.
 Os caminhos são muitos, fantasiados de um só.

O olhar, penetrante, complexo questionador, às vezes perde-se por entre as vontades escapadas e os sentimentos apenas pensados, não vividos, nem mortos, só sonhados.
Este mesmo olhar também converge para o ponto crucial das revoltas e conflitos. . .

Na mente,  confusão, indecisão, segredos e principalmente: medo.
Medo do mundo,
medo das pessoas,
medo dos atos,
 medo dos sonhos até.

E o fim se aproxima mais e mais.

Mas,
Infelizmente
Nada
Pode
Ser
Feito...

O tempo é o juiz.

É  ternamente
É  ter  na  mente
Éter  na  mente

E T E R NA M E N T E
Ter o seu nome encravado no mais fundo de minha alma
e seus olhos ocuparem todo espaço existente.

Com todo estardalhaço do silêncio absurdo, revelado em seu maior barulho.

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário