REFLEXSONS


Incenso x Insenso

Amados seguileitores, sinceramente, cada vez mais me encanto com nossa língua brasileira. Como não gosto muito do título “português brasileiro” que as vezes encontramos na internet, chamo apenas língua brasileira. Mas veja só se não é bonito esse monte de variações linguísticas que temos. Como se não bastasse a entonação que damos de acordo com nosso humor ou estado de espírito, cada palavra assume um significado também no nosso pequeno círculo de amizades ou no âmbito familiar ou do trabalho. Enfim, vou deixar de trololó e ir direto ao assunto. Semana passada, minha secretária para assuntos domésticos me brindou com mais uma pérola da linguística . Estava ela conversando comigo - eu chamo de conversa, mas não necessariamente, pois pra ela basta perguntar se tá calor ou frio que ela passará uns 10 minutos falando sem parar dos mais variados assuntos, bastando de vez em quando a gente balbuciar um “hum” ou “é mesmo?” que ela se encarrega de continuar o papo . Pois bem, inventei eu de perguntar como estava uma parenta dela que tinha um filho com um cabra que gostava de se  meter em confusão e se mandou depois de fabricar o tal filho. E ela começou a explicar que a tal parenta tinha falado que ainda pensava no tal carinha, pai desnaturado. Eita que ela ( a minha secretária) arretou-se! E disse que encontrou a parenta e disse-lhe umas “verdade” que ela precisava ouvir. Com as palavras dela, dizendo pra mãe abandonada - Ói, eu não sei como tu num tem vergonha nessa cara.Depois do que esse cabra safado fez com tu, tu ainda tem corage de falar uma besteira dessa que ainda pensa nele. Oxi, mas tenha vergonha, isso é um “insenso” dessa cabeça, pensa nas condição que ele te deixou com o menino...faça isso não, pense bem no “insenso” que tu tas cometendo. Esqueça esse nojento que te fez quase passar fome e pense no menino, se merece um pai desses.
E continuou falando e falando e falando. Eu fiquei pensando no “insenso” ou “incenso”. Mas como era pra explicar a falta de “bom senso” da parenta acho que é melhor com “s” mesmo.    

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário