REFLEXSONS


Que povo é esse ?

Dia desses li não sei onde que de acordo com uma pesquisa, no Brasil tem mais Cavalcanti do que Silva. E como faço parte dessa nação cavalcantilesca fiquei pensando aqui comigo umas coisas. Faço parte de uma rama de Cavalcantis do sertão de Pernambuco, com raízes acentuadas na cidade de Arcoverde. Não sei se essa pesquisa é verdade mas, se esse monte de Cavalcanti que dizem existir por aí fosse tudo do jeito de nós de Arcoverde, ia ser um barulho danado. Pense num povo pra falar alto!
Cavalcanti das bandas de Arcoverde é assim, tem goela boa (tem até cantor), gosta de conversar, tem coração derretido, gosta da sua terra, valoriza sua família e por aí vai...
Dessa rama tem gente de todo tipo: alto, magro, gordo, feio, bonitinho, lindo, carinhoso, sisudo, chato, alegre, cabuloso, atrevido, inteligente, estudioso, rico, pobre, metido e um monte coisa mais. Vixe, se fosse falar tudo não caberia aqui.
Agora, uma coisa posso dizer: se além de falar alto, tiver o nariz grande, um bom coração e bunda batida, olhe, já é mais de meio caminho andado pra ser um Cavalcanti das bandas de Arcoverde, o portal do sertão.
Eita povo exagerado! Se juntar dois ou três, você vai conhecer primeiro pela zoada e depois de quinze minutos de conversa cada um sabe, ouviu falar ou conhece o cabra mais rico do mundo, a melhor festa que já houve, a maior seca do mundo, o maior aguaceiro que já se viu, a mulher mais bonita dessa vida e tenha assunto, que tem exagero...
E quando o papo é doença? Pense numa disputa. Cada um está muito mais doente que o outro, cada outro que tem uma dor muito maior que o um... E acredite, essa disputa pode render uma conversa de varar as noites.
Agora, morrer mesmo... demora viu. Quanto mais se fala em doença mais se chega aos 80, 90 fácil, fácil. Tem um bocado com mais de setenta que ta aí firme e forte. Graças a Deus.
Tem muita história boa, dessa família tão grande. Tem muita coisa engraçada, emocionante, muitas tristezas e muitas alegrias, ganhos, perdas, lutas e muitas vitórias. E com o passar do tempo e dos casamentos dos filhos, netos, bisnetos e a mistura com outras famílias imagine a parentada enorme que existe por aí com a semente arcoverdense.
Fico pensando se juntasse esse povo todo pra conversar. Eita zoada da gota!

# Compartilhar

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

1 comentários:

  1. Caro Itamar,

    Só faltou falar um pouco da figura ilustre que dá nome à cidade, cardeal Arcoverde. Este também descende da família Cavalcanti e cujo pre-nome era Joaquim. Foi o primeiro cardeal católico em toda a América Latina nos inícios do século próximo passado. Foi vigário nas paragens da Vila de Cimbres nos idos de 1830.

    José Luciano da Silva
    Águas Belas PE

    ResponderExcluir