REFLEXSONS


Asa Noturna

Do mais profundo silêncio
Do mais possível escuro
Brotam juntos:
 Uma clara solidão
 E um sopro forte 
        de fuga latente
Correr, correr
Para onde a luz é muita
E chegar a lugar algum
Viver, viver
Apenas da sua própria luz
E descobrir os abismos fatais
Saltando todos,
Um a um



# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário