REFLEXSONS


Mais duas pérolas agrestinas

Eita, falhei nessa última quarta-feira, não atualizei o blog. Quero pedir desculpa aos meus sete  queridos seguidores e aos meus porventura, leitores.
Mas vamos lá... tenho aqui no bolso mais duas palavras ouvidas aqui ao meu redor, diretamente de conversas vivenciadas com pessoas do meu convívio próximo, aqui no velho e bom agreste meridional de Pernambuco . Ligue um som e coloque um forrozim pé de serra.
Apois olhe, as duas palavras não constam em dicionários tipo Aurélio ou Aulete.
 Apilado – apertadinho, compactado, baixinho. Preste atenção que não significa “apertado” ou “baixo”, no sentido usual mas, sim no sentido usado no diminutivo mesmo. Ou seja, não tem sinônimo próprio. Acho melhor dar um exemplo. Quando ouvi essa palavra, a conversa era alguém falando sobre uma pessoa que não gosta quando passam a mão na sua cabeça (quer dizer, na cabeça da pessoa, objeto da conversa e não na cabeça da pessoa que contava a história). Ela dizia mais ou menos assim – Ah, meu marido não gosta que ninguém  passe a mão na cabeça dele. Ele é muito calmo muito zen, mas se você quiser vê-lo abusado passe a mão na cabeça dele. Pense num cabra brabo! Esse povo de cabelo “apilado” é assim. E o cabelo dele é assim,  baixinho, bem cortado e bem “apiladinho” . Tá vendo que não dá pra dizer exatamente o significado da palavra? Mas dá pra entender não é ?

 Pariceiro – essa é de lascar. Assim de saída, não significa “parceiro”. Pode até significar mas nem sempre. Entendeu ? Provavelmente não. Tem nada não eu explico. Ou pelo menos tento. Bom, “pariceiro” assim de cara é mais usada para dar idéia de alguém amigo,  companheiro, camarada, mas num sentido mais chulo. Como se o “pariceiro” fosse o amigo pras coisas mais sacanas. Tem jeito não. É melhor com um exemplo mesmo. Assim, você tá falando de algum  conhecido seu que fez uma besteira, tipo uma contravenção e não estava só quando aconteceu. Então você diz: - Mas rapaz, já pensou ? Fulano fez aquela merda com o “pariceiro” dele. Deram-se mal. Foram parar na delegacia. 
Maaasss, também pode acontecer outra situação. Você tem um amigo daqueles pra qualquer situação. Sabe aquele amigo do peito ? Pronto. Quando você vai contar alguma vantagem sobre a dupla (você mais seu amigão), imediatamente saca uma dessas : Oxi, pode deixar, isso é bronca pequena, eu e meu “pariceiro”, a gente resolve isso num instante.
Sacou ?


Quer saber de mais expressões e palavras do agreste pernambucano ? Procure: dicionário agrestês aqui no blog em edições anteriores. Se você souber de palavras e expressões desse tipo mande pra mim, e diga se posso publicar ou não. Abraço.

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Blogger Comentário
    Facebook Comentário

0 comentários:

Postar um comentário